Home Artigos Animais de pequeno porte ganham espaço como pet

Os animais de pequeno porte estão em alta nas casas e nos pet shops do país. A falta de espaço nos apartamentos, o baixo custo para a criação e a mudança de estilo de vida da população abrem mais espaço para que eles se tornem pets ideais, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

“Nos últimos anos, o número de pequenos animais como as aves, coelhos em miniatura e porquinhos da índia, por exemplo, aumentou muito, porque são muito dóceis, dão menos trabalho, ocupam menos espaço e são mais independentes, perfeitos para um ambiente reduzido”, explica José Selmi, diretor da Nutrópica, fabricante de alimento para aves e associada à Abinpet.

Segundo ele, hoje, o tempo das pessoas é muito limitado, por isso, cada vez mais, procura-se animais menores, mais fáceis de lidar, que não fazem tanta bagunça. Com este cenário, as aves ganham mais espaço no dia a dia das pessoas que querem viver na companhia de um animal.

“Hoje é grande a procura por pets como a calopsita e o periquito australiano, animais dóceis, inteligentes e de fácil interação, inclusive com as crianças, que apreciam animais nos quais podem pegar”, diz Selmi.

Quem gosta da calopsita pode levar uma para casa por um valor entre R$ 100 e R$ 200, de acordo com a raridade das cores. O gasto mensal com esta ave está estimado em R$ 14,00. É considerada um pet ideal para crianças a partir de sete ou oito anos de idade.

“Ter uma ave como essa ensina, desde cedo, a apreciar o outro. Carinho e afeto geram respeito e incentivam o senso de preservação. A fragilidade da ave desperta a noção de cuidado”, diz Selmi, da Nutrópica.

 

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 35051

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...