Home Artigos Uma opção bem exótica

Com alguma segurança, é possível dizer que cães e gatos são os pets mais populares em casas com ou sem quintal do mundo todo. Também populares são as aves canoras ornamentais, como os canários, e os peixes, que têm a vantagem de ocupar pouco espaço, e não produzir praticamente nenhum barulho ou sujeira. Mas estes não são os únicos animais de estimação para se ter em casa. Que tal uma iguana? Quem sabe uma cobra?

Para quem prefere uma espécie mais próxima do homem, existem os mamíferos, a exemplo de coelhos, furões e porquinhos-da-índia. Ou aves, como a calopsita, aquela de topete, que gosta de imitar sons e assobios. A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) – entende que a relação entre homem e animal é benéfica para ambos e, inclusive, promove estudos e debates em parceria com centros de pesquisa e universidades.

Quem explica um pouco mais sobre pets exóticos é o médico veterinário Alessando Bijjeni, da clínica Exotic Pets, de São Paulo. “Na clínica, atendemos principalmente calopsitas, papagaios, coelhos e porquinhos-da-índia. Os principais casos, hoje, com certeza estão relacionados a erros de manejo alimentar. Infelizmente, os animais acabam sofrendo com alguns mitos: canários devem comer alpiste, papagaios girassol, jabutis alface e tomate, coelhos cenoura, e macaco, banana. Na verdade, a maneira mais saudável para alimentar seu animal é oferecendo alimento específico para a espécie e de boa qualidade”.

O veterinário esclarece que o fato de se morar em um ambiente menor não significa para o interessado em um pet que suas opções são muito limitadas.

“Você pode ter, por exemplo, um cão de grande porte em um espaço considerado pequeno, desde que possa suprir todas as suas necessidades fisiológicas (passeios constantes, corridas e afins). O imprescindível é que o animal tenha qualidade de vida”.

Bijjeni também aponta o benefício do contato entre animais de estimação e crianças. “O importante é avaliar a personalidade da criança. Saber como ela é, se é carinhosa, preocupada, agitada, entre outras características. Muitos estudos hoje já revelam que crianças em contato constante com animais apresentam melhor desenvolvimento. Sempre recomendo supervisão dos pais ou outros adultos, mas crianças, com certa cautela, podem se tornar proprietárias de muitos pets”.

Fonte: Abinpet

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 34948

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...