Home Artigos Sopro cardíaco causa indisposição em cães de todas as idades

O sopro no coração é uma alteração recorrente nos cães, resultado de uma turbulência no fluxo sanguíneo. Nos cães mais jovens a doença é principalmente congênita, já nos mais velhos é associado a doenças valvares.

A intensidade do problema é influenciado por diversos fatores, como a saúde e o estado físico de cada cão. Alguns sofrem por herança genética, enquanto outros podem vir a desenvolver devido à doenças ou a idade, mas nem sempre cirurgias e uso de medicamentos são necessários.

O principal causador dessa doença é o vazamento nas válvulas presentes no coração, fazendo com que a viscosidade do sangue fique mais elevada. O batimento do coração passa a soar diferente, em vez de batidas curtas e rápidas, ficará mais prolongados, causado pelo barulho que o sangue faz quando volta de uma câmara para a outra.

Em condições normais o sangue flui dos átrios para os ventrículos, já para os que possuem o sopro, parte do sangue volta para o átrio, o que pode acarretar em problemas respiratórios, aumento na ofegância, tosse e enfraquecimento em geral, onde os desmaios são frequentes. Além disso, a língua e as gengivas ficam em um tom azulado, sintoma inconfundível do sopro no coração.

O sopro indica que o coração está doente, mas não necessariamente insuficiente. Ou seja, mesmo com o sopro, é possível que o coração continue dando conta do recado normalmente.

A partir de um exame físico completo já é possível confirmar a ocorrência do sopro, entretanto, alguns testes mais específicos são realizados, como a radiografia de tórax, exames de sangue e ultrassom do coração, que permite uma visão mais ampla do nível da doença.

O sopro cardíaco canino pode ser benigno ou adquirido, onde a forma benigna não necessita de tratamento muito intenso, apenas de adaptar uma dieta com baixo teor de sódio e rica em nutrientes. No caso do adquirido alguns medicamentos são necessários para baixar a pressão sanguínea e aumentar a força das contrações do coração, como Enalapril, Benazepril ou Lasix. Apenas em situações críticas é feito cirurgia para tratar das válvulas danificadas.

Quando o coração já não consegue bombear o sangue corretamente é sinal de que houve uma evolução para uma insuficiência cardíaca, neste caso, os cães ficam cansados com mais facilidade, não conseguindo realizar exercícios físicos corretamente.

Os pets que fazem tratamento para a insuficiência cardíaca devem ser acompanhados pelo veterinário, pois podem precisar de ajustes nos medicamentos conforme o problema for progredindo.

É importante lembrar que essa doença não tem cura, apesar disso, o tratamento é essencial para que retarde a progressão e cause um conforto respiratório ao animal.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33352

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...