Home Artigos Artrite em pets, doença que requer muita prevenção

Artrite em pets, doença que requer muita prevenção

A melhor forma para evitar o surgimento de doenças articulares é a prevenção, como estimular o exercício e cuidar da alimentação. Artrite. Muitas pessoas se assustam quando ouvem essa palavra, mas a doença também pode atingir animais de estimação e deve ser tratada com muita atenção.

A artrite, assim como em humanos, é causada pela inflamação ou inchaço nas articulações e causa dor no animal, mesmo quando ele está parado, e piora conforme o envelhecimento.

“Se o cão começa a mancar, fica mais apático a brincadeiras, hesita em pular e subir degraus ou escadas, demora para começar a andar quando acorda e tem alguns espasmos na perna quando caminha, pode ser indício de que o bichinho está com artrite. Nesses casos, o dono deve procurar um veterinário de sua confiança o mais rápido possível”, explica Andressa Felisbino, veterinária da DrogaVET – empresa pioneira no ramo e a maior rede de farmácias de manipulação veterinária do Brasil.

Existem três tipos: a artrite séptica, que é provocada por infecção na corrente sanguínea; a osteoartrite, que, na maioria dos casos, é genética; e a artrite reumatoide, que acontece quando o sistema imunológico do animal desenvolve anticorpos que destroem as proteínas, inflamando a cartilagem das articulações. “O peso, a idade e o tamanho do pet também influenciam para que desenvolva a doença”, ressalta a profissional.

Como não tem cura, a melhor alternativa é a prevenção. “O dono do pet precisa leva-lo sempre ao veterinário de confiança e observar o comportamento do seu animal. Para isso, aconselhamos o estímulo de brincadeiras, na qual o animal precise correr e pular, não deixando de lado o cuidado com a alimentação, de preferência, apenas com ração própria para espécie, idade e tamanho de cada um”, orienta Andressa.

Muitos animais de estimação possuem deficiência de ácidos graxos, como o Ômega 3, principalmente, os cães. Essa substância é essencial para regular a pressão nas articulações e deve ser incluída no dia a dia do animal.

“O Ômega 3 é facilmente encontrada em rações e alimentos para gatos, pois estão em abundância nos peixes, mas não é componente comum para alimentação dos cachorros. Uma dica bacana é manipular a substância em forma de petisco, com sabor mais agradável ao paladar do pet”, indica a veterinária.

Para os donos que optam em manipular o Ômega 3, a DrogaVET oferece diversas opções de fórmulas farmacêuticas, como xaropes, suspensões, cápsulas, pasta oral e até biscoito medicamentoso, nos sabores bacon, fígado, carne, chocolate, mel e baunilha.

Para aliviar as dores causadas pelas doenças articulares é possível também utilizar medicamentos fitoterápicos e anti-inflamatório. “Este tipo de remédio permite que o animal tenha maior qualidade de vida sem sentir um grande impacto em sua rotina. Há várias substâncias, como Boswellia Serrata, que auxiliam no tratamento contra a artrite e diminuem drasticamente a incidência de dores no pet”, finaliza a profissional.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 32238

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...