Home Artigos Fecaloma em cães e gatos

Seu cão ou gato já teve problemas na hora de fazer cocô? Sentiu dores, está inquieto e uivando ou miando muito? Pode ser um fecaloma!

Os fecalomas acontecem devido a vários fatores que em conjunto fazem com as fezes endureçam muito, a ponto do intestino não conseguir fazer o movimento peristáltico para expelir as fezes, e acabam acumulando-se.

As causas podem ser desde falta de atividade física até dieta inadequada, e apenas o veterinário poderá explicar a origem e a solução para cada caso.

Muitas vezes, a situação fica tão grave que já não é possível tratar com medicamentos, sendo necessário operar o bichinho para retirar o material fecal de dentro dele.

Com o agravamento do quadro, sintomas como a falta de apetite, desidratação, vômitos, apatia e dor abdominal são recorrentes.

Geralmente os fecalomas ocorrem em animais mais velhos, que já possuem algum problema de locomoção, problemas na coluna, doenças onde o intestino perdeu a força da musculatura. Entretanto, isso não quer dizer que os animais jovens não possam apresentar o problema.

Quando o fecaloma se torna um problema crônico é possível que o animal adquira um megacólon, que é quando a musculatura da parte final do intestino perde a força de contração e torna-se muito dilatada, acumulando fezes por diversas vezes. Para estes casos, a solução mais efetiva é a cirurgia, retirando parte do intestino.

É importante que o dono esteja sempre atento se o animal está com dificuldade para defecar e caso passe mais de dois dias sem fazer cocô, levo-o rapidamente ao veterinário. Quanto mais rápido ele seja levado, mais chances de conseguir trata-lo apenas com medicamentos e hidratação.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 35022

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...