Home SuperDicas Intoxicação alimentar coloca em risco saúde do pet

As regras para a boa alimentação e saúde dos cães nem sempre são seguidas à risca pelos donos. No final do almoço ou do jantar, é comum liberar aquele pedacinho do bife para o pet, afinal eles não resistem a uma comida bem temperada e cheirosa. Só que esta atitude, que aparentemente sinaliza carinho, pode colocar em risco a saúde dos animais.

A atitude do tutor pode ser um bom caminho para que o pet contraia uma intoxicação alimentar. Alimentos gordurosos ou muito temperados podem provocar vômitos e diarreia. Também nada de deixar comida humana disponível para eles. No lugar disso, opte por biscoitos caninos, petiscos ou algum tipo de fruta seca.

Alguns alimentos devem ser colocados na lista negra, uma vez que são capazes de afetar a saúde dos cães. Um deles é o chocolate, que, por conta das substâncias cafeína e teobromina, pode provocar vômito, irritação, dores abdominais, convulsões e até mesmo a morte do animal, se a dose ingerida for muito grande.

Outro cuidado é com a oferta de comidas recém-vencidas para os animais. Se o alimento estiver com fungos, vai conter toxinas que provocam espasmos musculares e até convulsões. Aliado ao calor excessivo do Verão esta prática carrega uma dose alta de risco para o pet.

Ao detectar tais sintomas no seu animal, procure logo um veterinário. Em caso de intoxicação alimentar, o pet precisa passar logo por tratamento, que normalmente é feito a base de soro, lavagem gástrica, medicamentos injetáveis e indução ao vômito. O animal, nos casos mais críticos, precisam de internação.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33255

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...