Home Artigos Notícias Em linha com as novas habilidades profissionais em Medicina Veterinária

Em linha com as novas habilidades profissionais em Medicina Veterinária

O Projeto Estratégias de Ensino-Aprendizagem do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) avançou mais um passo. Neste mês de agosto, o projeto realizou visitas técnicas a seis instituições de ensino superior (IES) de quatro estados – Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais – que aderiram à iniciativa.

O objetivo do projeto, idealizado pelo CFMV, é desenvolver competências humanísticas nos estudantes e futuros profissionais, em conjunto com as competências técnicas. As habilidades incluem Liderança, Atenção à Saúde, Comunicação, Tomada de Decisão, Administração e Gerenciamento e Educação Permanente.

A Resolução CNE/CES nº 01/2003, que trata das Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de graduação em Medicina Veterinária, enfatiza que estas habilidades devem fazer parte dos objetivos de aprendizagem.

As IES visitadas em agosto foram a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), de Campo Grande (MS); a Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), em Chapecó (SC); a Universidade de Marília (Unimar), em Marília (SP); a Unipam – Centro Universitário de Patos de Minas, em Patos de Minas (MG); a Universidade José do Rosário Vellano (Unifenas), em Alfenas (MG); e a Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), em Presidente Prudente (SP).

Dinâmica das visitas

As visitas foram realizadas por Isabela Llurda e Regina Werneck, integrantes da Área de Gestão Estratégica do CFMV, que realizaram reuniões com as reitorias, diretorias acadêmicas e com os núcleos de apoio pedagógico dos cursos de Medicina Veterinária das instituições.

Além disso, houve apresentações específicas voltadas aos docentes e discentes dos cursos. Aos estudantes, foi explicada cada competência humanística e a importância de desenvolvê-las. Para os professores, foram sugeridas dinâmicas de como trabalhar e avaliar as competências.

O coordenador do curso de Medicina Veterinária da Unimar, Fábio Manhoso, está muito satisfeito com o projeto. “Criou-se uma expectativa muito grande em todo o grupo, uma ansiedade natural do novo, e isso está sendo muito interessante”, diz ele.

Duas disciplinas já foram definidas para aplicar as estratégias, além de terem sido destacados grupos de apoio e um orientador pedagógico para acompanharem a ação. “Os alunos estão extremamente empolgados, pois estão cientes de que isso visa um melhor profissional e, acima de tudo, uma melhor pessoa”, acredita Fábio.

A coordenadora da Faculdade de Medicina Veterinária da Unoeste, Gláucia Prada, também destacou a motivação de todos os envolvidos desde que a visita foi realizada, em 17 e 18 de agosto. “Os professores já estão pensando no que fazer para inovarem suas aulas. A partir daí os alunos também poderão pensar sobre suas principais competências e ter mais chance de se encontrar como profissional dentro do curso”, acredita.

O projeto tem duração de um ano em cada IE, com avaliações semestrais, e conta com o acompanhamento do CFMV ao longo do processo.

A coordenadora do curso da Unipam, Alice de Freitas, será uma das gestoras do Projeto em sua instituição e acredita que a iniciativa será muito importante para desenvolver estratégias que já são trabalhadas na universidade. “Me formei em Medicina Veterinária e depois fui para a área de gestão. Como profissionais, cada vez mais temos que desenvolver competências para aprender a gerir. O projeto é muito importante neste sentido e vai ao encontro de algumas estratégias de ensino que já aplicamos na instituição”, finaliza Alice.

Histórico do projeto

Desde a década de 90, quando foram realizadas as primeiras edições do Seminário Nacional de Educação da Medicina Veterinária, principal evento para discutir o ensino da profissão no Brasil, o CFMV, por meio de sua Comissão Nacional de Educação da Medicina Veterinária (CNEMV), tem trabalhado novas formas de promover melhorias na formação profissional da categoria.

Por meio de reflexões sobre os valores da educação no Brasil, as práticas humanísticas na formação de cada profissional foram vistas como uma necessidade para a formação profissional e para a sociedade.

Ao longo dos anos, o Projeto Estratégias de Ensino-aprendizagem foi discutido não só no Seminário de Educação, mas também em palestras, debates e mesas redondas sobre o tema.

Para esclarecer dúvidas e orientar os passos necessários para a adoção das estratégias de ensino-aprendizagem pelas IEs, foi lançado no XX Seminário de Ensino da Medicina Veterinária o documento “Estratégias de Ensino-aprendizagem para desenvolvimento das competências humanísticas”. A publicação foi elaborada pelo CFMV com a contribuição de coordenadores de curso, professores e estudantes.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 32238

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...