Home Artigos Castração evita abandono de animais pelas ruas

A castração ainda é um assunto polêmico entre os donos de animais de estimação, ligado sempre a imagens de cães e gatos obesos e julgada como um ato de crueldade.

Entretanto, a esterilização ajuda a evitar histórias de abandono: para cada filhote que nasce, mais 15 cães e 45 gatos podem nascer também. Em seis anos, uma cadela e suas crias podem gerar por volta de mais 60 mil filhotes, enquanto as gatas geram um número ainda maior.

A reprodução sem controle, devido aos donos que permitem que seus pets não castrados passeiem sozinhos, vem originando cada vez animais de rua que são ignorados pela sociedade. Somente a esterilização cirúrgica é capaz de criar um controle populacional eficiente, e desse modo, trazer mais respeito e dignidade para os bichinhos.

Ao contrário do que muitos pensam, a castração não deixa o animal obeso. O que ocorre com frequência é que o pet sinta mais necessidade da ingestão de alimento, mas se for controlada pelo dono, o peso será mantido.

O macho castrado não perde o interesse pela fêmea no cio e pode cruzar normalmente, sem ocorrer a fecundação. Ajuda a evitar fugas, a demarcação de território e a aparição de tumores testiculares.

Para as fêmeas há o benefício de se a operação for realizada precocemente, a chance de desenvolver câncer de mama na fase adulta é reduzida. Além disso, a gata ou cadela não fica frustrada por não ter filhotes, é uma característica humana que não se aplica aos animais.

A cirurgia de castração tem a duração de menos de uma hora e a recuperação dura uma semana.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 34039

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...