Home Eventos Congressos Mulheres dominam a área de Medicina Veterinária

A presença feminina na área de Medicina Veterinária vem crescendo nos últimos 20 anos. O número de matrículas de mulheres em diversos estados e no Distrito Federal ultrapassa, hoje, os 60%, como revela estudo do médico veterinário João Carlos Pereira da Silva, que integra a Comissão Nacional de Educação da Medicina Veterinária, do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).

O estudo revela que nas metrópoles, onde predomina a posse de animais de companhia, a participação da mulher prevalece de forma absoluta. No estudo, o médico veterinário considerou dados dos anos 1990, 2000 e 2010 do Senso da Educação Superior.

O senso foi elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – órgão vinculado ao Ministério da Educação. Os dados mostram o aumento gradual do número de matrículas realizadas por pessoas do sexo feminino na grande maioria dos estados brasileiros.

“Há 20 anos, o único estado da federação com mais mulheres matriculadas em cursos de Medicina Veterinária era o Rio de Janeiro, com mais de 50% do total de inscritos”, conta João Carlos, que apresentará o trabalho no XXIV Congresso Panamericano de Ciências Veterinárias (Panvet), que acontecerá em Havana (Cuba), entre 6 e 9 de outubro.

Segundo o especialista, o número de matrículas femininas só não é maior nos estados de Goiás, Mato Grosso e Rondônia. “É que essa é uma região de fronteira agrícola com maior vocação para o agronegócio e, nessas atividades, predomina a ação masculina”, explica.

No mesmo evento, o médico veterinário Rafael Gianella Mondadori vai apresentar um projeto sobre competências humanísticas, que começou em 2012. Segundo ele, o documento “Estratégias de Ensino e Aprendizagem para o Desenvolvimento de Competências Humanísticas” já está sendo aplicado, há um ano, na Fepar (Faculdade Evangélica do Paraná) e na Unic (Universidade de Cuiabá).

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33343

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...