Home Artigos Mudanças na educação da Medicina Veterinária ganha espaço

O tema educação ganha espaço na agenda da área de Medicina Veterinária. Uma das propostas em debate busca atualizar as diretrizes curriculares dos cursos de graduação. O objetivo é incorporar novos paradigmas na formação dos futuros profissionais.

“As diretrizes têm mais de 10 anos de existência e novos paradigmas da formação profissional foram incorporados. Por isso é necessária a atualização”, acredita Antonio Felipe Wouk, presidente da Comissão Nacional de Educação da Medicina Veterinária (CNEMV).

Na nova gestão, a Comissão pretende ainda dar continuidade a outra tratativa iniciada com o MEC, no sentido de colaborar com mecanismos de requalificação do banco de avaliadores do Ministério para os cursos de Medicina Veterinária. “Existe uma heterogeneidade na capacidade de avaliar com precisão e nossa ideia é desenvolver um curso presencial de recapacitação dos avaliadores”, explica Wouk.

A promoção de um programa de cursos a distância também está na pauta. O primeiro está sendo tratado em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) na área de Defesa Sanitária Animal. Já outra proposta é voltada à gestão acadêmica com o intuito de melhorar a qualidade da administração acadêmica dos cursos de Medicina Veterinária.

O Projeto Estratégias de Ensino-Aprendizagem também receberá atenção especial da CNEMV, segundo o grupo. O projeto foi idealizado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CNMF) com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das competências humanísticas nos futuros médicos veterinários.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 32238

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...