Home Artigos Brincadeiras ajudam a aliviar o estresse dos cães

Para que não sofram de estresse por tédio e depressão, os cachorros precisam gastar suas energias físicas e mentais. Alguns dos sinais de que o dono precisa manter o animal ocupado com exercícios, é notar se ele está com comportamento compulsivo ou destrutivo, machucando pessoas ou a eles mesmos.

É possível administrar bem o tempo que o dono propõe ao cachorro com o tempo pessoal, destinado para trabalhar, ver um filme, namorar ou dar atenção a uma visita. Para isso, basta criar atividades que o animal possa desempenhar sozinho, deixando-o feliz e entretido.

Duas brincadeiras que podem ser úteis nesse tipo de situação são a caça ao petisco e a cão-tamanduá, e a partir dessas, outras podem ser inventadas, criando cada vez mais distrações para os cães e evitando o sedentarismo.

Caça ao petisco: Esconder petiscos pela casa e instigar o cão a procurá-los é uma boa ideia para ocupar o animal sem obrigação de acompanhamento. É interessante que no início os esconderijos sejam fáceis de serem encontrados e conforme a evolução do animal, coloquem em locais mais difíceis. O único cuidado que deve ser tomado é que o dono não coloque petiscos em lugares que não quer que o cão se acostume a ir.

Cão-tamanduá: Fazer furos nas laterais de uma garrafa pet e enchê-la de ração, manterá o cão em atividade sozinho, gastando tempo tentando tirar a ração. Assim como na caça ao petisco, a atividade deve ser dificultada aos poucos, de acordo com o aprendizado do cachorro.

É importante que o dono observe que tipo de comportamento o animal desenvolve na tentativa de se livrar do tédio para que essas brincadeiras sejam feitas com frequência, direcionando-o para boas ações sem que seja necessário repreendê-lo.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 35024

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...