Home Artigos Saiba mais sobre a Diabetes Mellitus Canina

A diabetes mellitus canina é uma doença caracterizada por uma alta concentração de glicose no sangue e na urina, que ocorre geralmente em decorrência da diminuição da produção de insulina pelo pâncreas ou pelo funcionamento deficiente dos tecidos orgânicos, tornando o sistema orgânico do cão incapaz de regularizar o fluxo de açúcar pela corrente sanguínea.

Os sintomas são variados: na fase inicial o hábito de ingerir muita água e urinar excessivamente são notáveis. Além disso, se o acesso da água for limitado pode deslanchar em desidratação, perda de peso, vômito, diarreia, sonolência, dores etc. Como sinais secundários, já em um nível mais preocupante pois são neurogênicos, é possível haver desorientação e convulsões.

Como tratamento, exercícios físicos leves e diários – acompanhados de uma dieta balanceada – ajudam no controle do peso, a água deve ser oferecida em abundância para hidratar, e na maioria dos casos a insulina também é utilizada, controlando o nível de glicose no sangue.

O uso da insulina é levado para o resto da vida, e cada cão pode ter uma reação diferente. Alguns aceitam facilmente e respondem ao tratamento com sucesso, enquanto outros, mesmo com tratamentos mais intensos, não reagem, causando diversas complicações que podem até resultar no falecimento do animal.

Assim como nos humanos, a doença pode ser adquirida hereditariamente ou de acordo com os hábitos do pet, entretanto, as raças poodle, pinscher, schnauzer miniatura, teckel e beagle são as de maior incidência. Além disso, a doença se manifesta duas vezes mais nas fêmeas.

A diabetes não é uma doença que é possível prevenir, contudo, prestar atenção no que você oferece para a alimentação e regularidade da prática de exercícios ajudam a manter um peso ideal, evitando a obesidade e muitas outras doenças.

Ao procurar um veterinário, ele deverá pedir alguns exames laboratoriais, como um hemograma completo, sorologia e bioquímica do sangue, e uma análise da urina, para que se o animal possua alguma doença com sintomas parecidos, já seja descartada, e providenciado o início do tratamento.

Seguindo o tratamento à risca, é possível que o cão continue levando uma vida saudável por vários anos, conseguindo estabilizar o peso, o comportamento e a glicemia normal.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33279

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...