Home Artigos Natação canina é alternativa de terapia e lazer

A natação para cães esbanja benefícios: além de relaxar e exercitar de maneira divertida, pode ser útil na recuperação de uma cirurgia, como a de quadril e ligamentos.

O único problema disso é que nem todos os cães podem ou sabem nadar. Se colocarmos qualquer cão na água, ele instintivamente vai bater com as patinhas (o conhecido “nadar cachorrinho”) contudo, poucos conseguirão sair do lugar ou flutuar.

Existem raças que foram criadas com objetivo de realizar resgates e estas se sentem mais confortáveis quando podem nadar. Mas devemos levar em consideração que alguns cães mesmo que perfeitamente capazes de nadar, pois possuem membros fortes, podem simplesmente não gostar da água.

O Labrador Retriever, Golden Retriever, Terra Nova, Cão de água Irlandês, Cão d’Água Português, Setters etc, são raças que podem ser ótimos nadadores. Entretanto, não é porque você tem um cão de alguma dessas raças que ele será um exímio nadador!

A dificuldade para nadar está associada à anatomia e fisiologia dos cães. Existem alguns motivos que dificultam a natação:

Cara amassada: O cão braquicefálico, como o Buldogue, Pequinês, Pug e o Boxer, possuem mais dificuldades para nadar pois precisam manter a boca e nariz acima do nível da água. Como ficam praticamente em posição vertical, é comum que afundem. Quando mais “amassado” for o focinho, mais difícil será para nadar.

Cabeça desproporcional ao corpo: Quando o cão estiver flutuando, naturalmente irá afundar para frente. Exemplos desse caso são as raças Stafforshire Bull Terrier e o American Bull Terrier.

Pernas pequenas e desproporcionais ao corpo: Cães como o Dachshund ou o Basset Hound também possuem dificuldades, pois suas patas não são grandes o suficiente para manter o corpo e flutuarem.

Pelagem densa: A problema nesse caso é que uma vez que estiverem molhados, o peso da pelagem aumentará, afundando o cão.

A supervisão do dono quando o cachorro estiver na água é essencial, visto que até os mais experientes cães nadadores podem ficar nervosos, perder o controle e afundar.  É necessário que o dono também preste atenção em sinais de cansaço e excitação extrema. Os afogamentos acontecem rapidamente e qualquer distração pode ser fatal.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 34948

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...