Home Você Sabia? Linguagem animal, um mistério para a ciência

Longe de parecer uma mania de maluco, conversar com os animais de estimação faz parte da vida de todos os donos que, verdadeiramente, gostam e curtem seus pets. O fato é que muito pouco se conhece da linguagem animal. Na tentativa de descobrir o que significam miados, latidos, pios e uma série de outros sons, os pesquisadores estudam a comunicação de uma série de bichos.

Os estudos, claro, fazem uma série de elucubrações, e apontam uma série de curiosidades nos diversos sons emitidos por muitas espécies. Um desses exemplos é que os gatos miam apenas para se comunicar com os seres humanos. Talvez, no nosso simples dia a dia, a gente nunca tenha pensado nesta hipótese.

No entanto, um artigo da American Society for the Prevention of Cruelty to Animals revelou que para estabelecer contato com outros gatos, os felinos utilizam apenas linguagem corporal e chiados. A exceção fica por conta dos filhotes, que miam apenas para pedir comida as suas mães. Ainda de acordo com a mesma pesquisa, os sons emitidos pelos gatos podem significar desde um “olá”, até pedidos de atenção.

Inteligência dos pássaros

Os papagaios, seres capazes de imitar a nossa língua, também intrigam os cientistas. A questão, neste caso, é como relacionar a inteligência dos pássaros com a do homem. Por exemplo, alguns papagaios podem reconhecer cores, formatos, materiais e armazenar um vocabulário de até 800 palavras. Ou seja, isso pode revelar que as aves não apenas imitam o que falamos como são capazes de aprender o significado e manter conversas, apontam os pesquisadores.

Outro animal conhecido por sua inteligência também se mostrou capaz de aprender outras línguas. Durante um experimento, foi constatado que os golfinhos são capazes de emitir o mesmo som das baleias. Embora eles não tenham “falado” o idioma enquanto estavam acordados, produziram sons muito parecidos durante o sono.

A comunicação de outras espécies

Os cães-de-padraria, que são verdadeiros roedores do deserto ao contrário do que o nome faz crer, têm uma linguagem complexa. Uma pesquisa revelou sua capacidade de descrever predadores com uma riqueza de detalhes que inclui a espécie, tamanho e formato. Segundo tal estudo, os roedores podem, inclusive, informar a cor da roupa de um humano. Todas essas informações seriam passadas por meio de sons que duram frações de segundo.

Ainda na seção de formas de comunicação similares às usadas por humanos, peixes e besouros lideram o ranking. Uma espécie de garoupa sacode-se para estabelecer contato com outros membros da espécie durante a caça por comida.

Já os besouros conhecidos como “relógio da morte” usam um sistema bem parecido ao código Morse: quando dentro de túneis de madeira, os insetos batem a cabeça no material para enviar mensagens para o resto do seu grupo por meio dos ecos produzidos pelo seu movimento.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33343

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...