Home Artigos Notícias Eletrocardiograma de cães e gatos ao som de música clássica

Imagine ouvir uma boa trilha sonora, de preferência música clássica, na hora de realizar um eletrocardiograma? A veterinária Luciane Martins, cardiologista da rede Pet Center Marginal/Petz, trouxe o método ainda inédito para realizar o exame em cães e gatos e vem colhendo bons resultados. “O animal vai se acalmando e o tutor, que às vezes fica ansioso pelo bichinho, também se tranquiliza”, informa a médica.

Utilizado para avaliar a atividade elétrica do coração em repouso, com o eletrocardiograma, o veterinário faz uma análise do ritmo cardíaco e número de batidas do coração – uma forma de constatar possíveis arritmias cardíacas e outros distúrbios.

Na medicina veterinária, o eletrocardiograma é providencial em toda avaliação pré-anestésica, ou seja, faz parte dos exames solicitados quando o pet terá de passar por alguma intervenção cirúrgica, como tratamentos de limpeza de tártaro que exigem anestesia, procedimento de castração, entre outros. Já, no caso de pacientes cardiopatas, o eletrocardiograma faz parte da rotina, é realizado periodicamente.

Apesar de não durar mais do que 20 minutos, o eletrocardiograma em animais exige cuidados especiais. Segundo a veterinária, é importante que o animal passe por uma avaliação respiratória e checagem de peso. Depois é essencial que esteja calmo para que o profissional possa posicionar os oito eletrodos corretamente.

Inspirada em estudos internacionais que mostram os benefícios da música para humanos e animais e em seus próprios cães que adoram ouvir o som de violão, a Dra. Luciane recorre ao método há 4 meses, sendo avaliados mais de 100 cães e gatos. “Antes converso com o tutor para ver a receptividade do paciente em relação à música, caso o pet esteja acostumado, coloco o som, posiciono corretamente o animal para o exame e consigo fazê-lo de forma mais calma, com o animal quieto, relaxado, certamente com maior qualidade”, esclarece.

Pesquisas internacionais mostram que a música não só relaxa animais e humanos, como provoca alterações na atividade cerebral e no sistema imunológico. Ao contrário do que as pessoas pensam, a Dra Luciane explica que os pets têm apurada acuidade auditiva e gostam de música.

As canções do renomado compositor italiano Vivaldi (1678-1741) compõem o repertório usado pela veterinária do Pet Center Marginal/Petz. “Com tom mais suave, elas acalmam o pet. Isso é importante já que a agitação do animal pode interferir no resultado do exame. Assim faço o procedimento com mais qualidade”, argumenta a cardiologista.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33297

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...