Home Artigos Entrevistas Elas são loucas por Vira-latas

O tipo de pelo não importa. A cor deles muito menos. Se são arteiros ou quietinhos não tem problema algum. Desajeitados ou charmosos também não conta. O que vale mesmo é o amor e o nobre trabalho de resgatar e encontrar um lar de verdade para os apaixonantes Vira-latas, uma “raça” que sente na pele o preconceito de muitos, sobretudo, na hora de fazer uma adoção.

Com esta visão, nasceu o trabalho de Thiciane Fonseca, bacharel em Química, e de Tatiana Nunes, publicitária, movido pela paixão por estes seres muito especiais. As duas amigas, que também são bailarinas, adicionaram ainda uma boa pitada de arte e cultura para colocar de pé o projeto Vira-latas da Minha Vida.

“É triste quando colocamos um filhotinho para adoção e a primeira pergunta é: qual é a raça?”, dizem as responsáveis pelo projeto, que neste sábado, dia 20, tem mais uma versão. Desta vez na Lona Cultural João Bosco, em Vista Alegre. O evento é beneficente e para garantir a entrada basta levar um quilo de ração, com pacote lacrado. Aliás, uma boa forma de garantir um bom Natal para os nossos Vira-latas!

O que é e como surgiu a ideia de fazer o projeto Vira-Latas da Minha Vida?

O Vira-latas da Minha Vida não é apenas um projeto de adoção. É também um projeto que integra e conscientiza com palestras, vídeos, relatos de resgate e história de protetores para mostrar a realidade dos animais abandonados, os animais que vivem nos abrigos que esperam por uma oportunidade de serem adotados. A grande maioria nunca consegue, pois muitos preferem um animal de raça. É triste quando colocamos um filhotinho para adoção e a primeira pergunta é: qual é a raça? A nossa intenção é mostrar o quanto esses animais são especiais e têm o mesmo valor que um animal de raça.

Quando a iniciativa começou e quais são os resultados até hoje?

Organizamos eventos desde 2004, sempre com os mesmos objetivos, unindo a arte de forma a chamar a atenção pela causa animal. Atingimos o público com a ferramenta da conscientização, palestras e, de forma gradativa, isso vem nos trazendo bons resultados. Nossos eventos são
beneficentes. Sempre conseguimos quantidades satisfatórias de doações e ótimos resultados em termos de adoção de animais.

Como é o trabalho de adoção dos animais?

Este trabalho é feito desde 2004. Estamos ativamente ligadas à proteção. Fazemos resgates, reabilitamos e encaminhamos animais para adoção. É difícil depararmos com uma situação de abandono ou um animal machucado e não fazermos nada por ele. Sem contar quando deixam em nossas portas. Diante de todo esse trabalho feito por amor, é gratificante e satisfatório quando conseguimos uma boa adoção e a chance de uma nova vida para eles.

No evento, o que a pessoa precisa fazer para adotar um animal?

Para adotar um animal, é preciso ter consciência que está lidando com uma vida que necessita de cuidados e amor, que pode viver anos ao nosso lado, e que, principalmente na velhice, requer mais ainda a nossa atenção. Durante a adoção, o adotante é entrevistado. Pedimos os documentos (RG, CPF e comprovante de residência) e é assinado um termo de responsabilidade, que inclui a autorização de visitas periódicas e/ou atualizações com fotos e vídeos do animal.

Quais são os procedimentos para fazer a doação?

Temos o nosso procedimento de adoção e pensamos da seguinte forma: se estamos tirando o animal de uma realidade cruel, a intenção obviamente é contrária, proporcionar ótimas condições para ele. Então, não vamos simplesmente entregá-lo a uma pessoa, pois é uma vida e queremos o melhor. No ato da adoção são feitas perguntas, uma entrevista simples ao adotante para saber, por exemplo, se já teve algum animal; quanto tempo viveu; qual a causa da morte; porque escolheu adotar. Nosso outro procedimento é na adoção de gatos. Somos mais criteriosas, pois temos muitos gatinhos adultos e sabemos que a possibilidade de fuga dos felinos é maior que dos cães. Para isso não acontecer, exigimos que os adotantes tenham telas em janelas, principalmente quando moram em apartamento.

Por que este apego aos Vira-latas? O que faz esta “raça” ser tão apaixonante?

Somos loucas por Vira-latas! Daqueles que andam desajeitados, que têm cicatriz no focinho e o pelo curtinho. Daqueles que têm aquele charminho, sem pedigree e com o pelo espetadinho. Daqueles escandalosos que não podem ver os seus donos, dos marrentos conquistadores que sabem expressar o que querem, dos brincalhões, dos sérios e dos temperamentais, dos arteiros que se acusam com aquela carinha de que não fui eu, do implicante e do brigão. Somos apaixonadas por Vira-latas! Aqueles que expressam com olhar a dor que já viveram e que abanam o rabinho na certeza do quanto existe esperança ainda para serem amados.

Qual é a expectativa de vocês em termos de doações para este evento do dia neste sábado, dia 20?

Estamos realizando pela primeira vez na Lona Cultural João Bosco esse tipo de evento. Esperamos que seja satisfatória a nossa campanha.

Vocês pensam em promover este evento em outros bairros?

Sim. Nossa intenção é levar o evento para o máximo de bairros possíveis. Com isso, estaremos incentivando mais ainda a adoção de Vira-latas!

Serviço:

Data: sábado, dia 20 de dezembro
Horário: 14 horas
Local: Avenida São Félix, 601, em Vista Alegre
Mais informações: (21) 97547-7514 (Tatiana) ou (21) 97186-1121 (Thiciane)
E-mail: viralatasdaminhavida@gmail.com.
Página: Acesse a página do evento.

Nota da Redação: Na foto, Tatiana é a de blusa preta. Thiciane está de blusa verde.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 32242

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...