Home Artigos Desafios das ciências veterinárias em foco

Desafios das ciências veterinárias em foco

Os desafios da Medicina Veterinária nos próximos anos e as competências e habilidades profissionais exigidas atualmente pelo mercado de trabalho foram debatidos, na semana passada, em Santiago, Chile. O Seminário Internacional: Desafios das Ciências Veterinárias para América Latina e Caribe foi organizado pela Associação Panamericana de Ciências Veterinárias (PANVET) e pela Universidade Mayor de Santiago.

O presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Benedito Fortes de Arruda, participou do evento da PANVET junto com o tesoureiro do CFMV, Amilson Pereira Said. Na segunda-feira (5), o presidente do CFMV proferiu palestra sobre a gestão estratégica para o fortalecimento dos organismos veterinários estatutários na América Latina e Caribe. Na ocasião, Benedito Fortes de Arruda apresentou sugestões para o crescimento e fortalecimento da Medicina Veterinária, sobretudo no que diz respeito à legislação.

No evento, também foram discutidas a colaboração e cooperação da Medicina Veterinária com os organismos de saúde pública e meio ambiente para uma participação sólida na prevenção de zoonoses que tenham forte impacto sobre a Saúde Única – que representa a integração entre as saúdes animal, humana e ambiental.

Competências profissionais

Os participantes acompanharam ainda debates sobre as competências profissionais requeridas pela indústria pecuária, a evolução e desafios do bem-estar animal no sistema produtivo nas Américas, as oportunidades e desafios para o setor público e privado em relação ao bem-estar animal, estratégias de inocuidade e segurança alimentar para Apicultura, entre outros.

Para o presidente do CFMV, os temas apresentados e debatidos serviram para que os médicos veterinários da América Latina fiquem permanentemente contactados com o mundo. “Hoje, com as tecnologias na área da comunicação, o profissional que vive isolado, pensando só em seu mundo, está fadado ao insucesso. Saber o que a sociedade está exigindo é fundamental. A ciência existe para ser aplicada com responsabilidade , sem agressões aos animais, ao homem, às plantas e à natureza. Temos que deixar de ser ‘egocêntricos’ e passar a ser ’ecocêntricos’”, afirmou Arruda.

Seminário de saúde pública

Dificuldades e propostas de ações das Comissões Nacional e Regionais de Saúde Pública Veterinária do Sistema CFMV/CRMVs serão debatidas nos dias 26 e 27 de outubro, no VI Fórum das Comissões Nacional e Regionais de Saúde Pública Veterinária. O encontro será na sede do CFMV, em Brasília (DF), e deve reunir presidentes e integrantes das comissões de todo o país.

A padronização das ações das comissões, a definição de instrumentos de compartilhamento dos trabalhos e a elaboração de propostas para estimular a atuação dos médicos veterinários na vigilância em Saúde e nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) também serão questões trabalhadas no Fórum.

Além disso, estão previstas construções conjuntas de estratégias para a realização de diagnósticos dos impactos das políticas de zoonoses no exercício da profissão e da participação dos médicos veterinários nas políticas de vigilância em saúde.

A presidente da Comissão Nacional de Saúde Pública Veterinária (CNSPV/CFMV), Sthenia Amora, ressalta que é uma oportunidade única reunir todas as comissões e conhecer as demandas e anseios das regionais, estimulando a manutenção e consolidação das práticas relativas à Saúde Pública em cada estado.

“A nossa intenção é mostrar que a Comissão Nacional está à disposição das comissões regionais para trabalharmos em conjunto pelo crescimento da saúde pública dentro da Medicina Veterinária e de forma unificada”, afirma Amora.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 34928

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...