Home SuperDicas Cuidado na hora de comprar um animal silvestre

Papagaios, periquitos, micos, araras, tartarugas, tucanos e jabuti são animais silvestres, acostumados a viver livres na natureza, mas que ganham espaço também nas casas dos brasileiros com bichos domésticos. Em muitos lares, eles ocupam os lugares de cachorros e gatos, animais tipicamente domésticos.

Antes de pensar em ter uma dessas espécies, é preciso colocar em mente que criar animal exige um certo cuidado. Tais animais só podem se comprados em estabelecimentos registrados pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo as regras do Ibama, os animais têm que ter nascidos em cativeiros registrados, uma vez que nestes locais eles recebem todos os cuidados veterinários e são devidamente marcados, com nota fiscal e de forma legal.

Uma legislação específica regulamenta o registro e o funcionamento dos criadouros e lojas de animais silvestres. Ou seja, levar para cá um animal silvestre de forma clandestina é crime previsto em lei. Então, nada de comprar animais silvestres de criadouros ilegais e não adquira animais provenientes do tráfico e do comércio clandestino.

O Brasil é considerado um dos países do mundo que mais exportam animais silvestres ilegalmente. Neste negócio criminoso são movimentados mais de US$ 1 bilhão, com a comercialização de 12 milhões de animais.

No mundo, a estimativa é que este tipo de comércio movimente US$ 10 bilhões. O papagaio é a ave mais vendida no mercado brasileiro e também no internacional.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 35024

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...