Home Você Sabia? Chocolates, um perigo para os cães

Por Rosangela Ribeiro* - No período da Páscoa, precisamos ficar atentos também aos nossos cães. Quando ganhamos vários ovos de chocolate, é muito comum nossos melhores amigos acompanharem cada abertura de pacote com aquele olhar de “quero só um pedacinho!”. Mas, infelizmente, o chocolate não é um alimento saudável para os cães: além de ser muito gorduroso e calórico, ele pode acabar intoxicando o animal.

O chocolate possui substâncias chamadas metilxantinas, que têm a capacidade de tornar o produto viciante, sendo as principais a cafeína e a teobromina, além de uma quantidade enorme de gordura e carboidratos. Mas a grande vilã para o organismo do cão é a teobromina. Sua quantidade varia de acordo com a quantidade de gordura do chocolate: quanto mais gordura ele possuir, menor vai ser a quantidade de teobromina. Quanto mais escuro for o chocolate, mais teobromina ele terá, e maior será a possibilidade de ocorrer a intoxicação.

Evite dar chocolate aos cães – Assim, o chocolate amargo, muito utilizado na culinária, é o que oferece maior risco, já que possui um teor mais elevado de teobromina (em torno de 1.35%). No chocolate branco, esse valor é bem menor (0,005%), não oferecendo tanto risco ao cão. De qualquer maneira, não devemos dar nenhum chocolate, pois dependendo do tamanho do animal, mesmo um pedaço pequeno pode causar problemas.

Além disso, essa substância pode demorar até seis dias para ser eliminada do organismo do animal.

Sintomas - Um cão intoxicado pela ingestão de chocolate pode apresentar os seguintes sintomas: aumento da frequência cardíaca; arritmias cardíacas; aumento da micção (eliminação de urina); aumento da pressão arterial; hiperatividade; inquietude insônia; tremores; convulsões e até mesmo o coma ou a morte, dependendo da quantidade ingerida.

É mais comum ocorrer intoxicação em animais de pequeno porte ou animais jovens, pois há maior quantidade de chocolate disponível em relação ao seu peso corporal.

Se o seu animal “roubou” um ovo de cima da mesa e o comeu inteirinho, fique atento aos sintomas e, diante de qualquer alteração, leve-o ao veterinário de sua confiança. Uma maneira de evitar esse problema é esconder do seu cão os ovos ou comprar ovos de chocolate feitos especialmente para cães: eles não contêm cacau, nem as xantinas que fazem mal, e são vendidos nessa época em lojas especializadas.

* Rosangela Ribeiro é gerente de programas veterinários da World Animal Protection, no Brasil

 

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 32241

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...