Home Artigos Censo de cães e gatos

Vem de Londrina, no Paraná, um bom exemplo para ser seguido pelos municípios brasileiros. Trata-se do censo de animais que está sendo realizado pelos calouros do curso de Medicina Veterinária da UEL, que fica na região sul da cidade.

O objetivo do trabalho é levantar informações sobre o estado de saúde e o volume da população de cães e gatos da cidade. Além da contagem dos animais, os estudantes tiram dúvidas sobre saúde de animais de pequeno e médio porte, com distribuição de vermífugo.

A ação de corpo a corpo com a população, sobretudo, nos locais mais movimentados da cidade, é a base do trabalho. A professora Patrícia Mendes Pereira, do Departamento de Clínicas Veterinárias da UEL, explica que este contato é preciso para conscientizar sobre o controle populacional.

Segundo ela, isso é importante para evitar as zoonoses. Por isso, os interessados podem se inscrever para fazer a castração dos animais no Hospital Veterinário da UEL.

No censo, os estudantes também procuram conscientizar as pessoas de que maus-tratos aos animais é crime. Outros exemplos de trabalhos similares são os censos realizados por Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul; Presidente Prudente e São Carlos, no interior de São Paulo.

Está na pauta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizar este ano, em parceria com o Ministério da Saúde, um censo dos animais de estimação do país.

O censo, que vai compor a Pesquisa Nacional de Saúde, servirá de base para a implantação de uma política de saúde dos animais. O Brasil ainda não tem números oficiais sobre a quantidade de animais domésticos.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33297

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...