Home Artigos Notícias Brasil entre os mercados pet que mais crescem

Brasil, México e Rússia são os três países emergentes do mundo que mais incrementam os negócios da indústria pet. Os mercados emergentes respondem, hoje, por 20% dos negócios globais do segmento pet. No caso de alimentos para cães, este número chega a 28%.

Segundo estimativas da Euromonitor, empresa especializada em pesquisas, o setor como um todo deve crescer 3% em valor de mercado este ano, resultado em linha com o aumento registrado em 2013.

Para estimular o crescimento no mundo, a Abinpet aposta no Projeto Pet Brasil, programa de exportação desenvolvido em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). No primeiro semestre deste ano, as exportações cresceram 16,4% em relação às empresas exportadoras que não participam do programa.

Projeção da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) indica um crescimento de 8,2%, com faturamento de R$ 16,4 bilhões. Este avanço da indústria brasileira vem sendo impulsionado pelas classes C e D.

“Esses números nos mostram como, em todo o mundo, o mercado pet está cada vez mais competitivo e qualificado, e oferece ao consumidor maior quantidade de produtos”, acredita o presidente-executivo da Abinpet José Edson Galvão de França.

De acordo com a Abinpet, o crescimento brasileiro só não é maior por conta da elevada carga tributária. Para a entidade, se houvesse uma redução dos impostos, o potencial de consumo poderia crescer em até 50%, visto que esse é o número aproximado de donos que ainda alimentam seus pets com sobras da comida humana.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 35527

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...