Home Artigos Luzes sobre um mal canino de 11 mil anos

O abandono dos cães nas ruas do mundo todo contribui para um grave problema de saúde animal e também humana: a reprodução desenfreada gera uma série de  doenças. Uma delas é o TVT, sigla para o tumor venéreo transmissível canino, que persegue os cachorros há pelo menos 11 mil anos.

A boa notícia é que um estudo publicado na revista Science conseguiu mostrar a origem desta mutação genética. O TVT é uma espécie de câncer contagioso entre os bichos, uma vez que as células de um animal doente passam para outro, principalmente pelo cruzamento.

Segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS),existem no mundo 200 milhões de cães abandonados nas ruas. Isso favorece o cruzamento muito grande, expondo os animais a esta doença.

A equipe de cientistas da Universidade de Cambridge (Reino Unido), liderada por Elizabeth Murchison e que conta com o veterinário brasileiro Andrigo Nardi, da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), estuda há dois anos o genoma do TVT. Os registros dos casos na literatura são relativamente comuns. A doença foi citada na literatura pela primeira vez em 1820 e descrita de forma mais detalhada em 1904.

“Alguns cânceres têm componente hereditário. A grande diferença do TVT é que ele sofreu uma mutação no passado e, em vez de morrer no animal, adquiriu o comportamento de transmissibilidade. Ele não é passado de geração em geração, mas sim pelo contato”, explica o veterinário Paulo Tabanez. O tumor também pode se deslocar de um órgão para outro.

A pesquisa atual da Universidade de Cambridge representa um grande salto para os estudos sobre a doença. A análise do DNA do tumor indicou que os cânceres vieram todos de um único cão, que viveu, segundo estimativa, há 11.368 anos, muito antes da dispersão das raças pelo mundo.

Os pesquisadores, agora, têm interesse em sequenciar mais tumores transmissíveis caninos para compreender melhor a evolução e a
propagação da doença.

Deixe um Comentário

Anuncie grátis!

OS MAIS VISTOS

2 33279

As imagens são vistas com certa frequência nos postes e muros de ruas, praças e avenidas. Normalmente, uma cópia de xerox preta e branco...